Body Talk

O que é o Body Talk?

O Body Talk é uma terapia de saúde que observa o corpo e suas estórias no âmbito físico, mental, emocional e energético. Os desafios do cotidiano são enfrentados sejam eles traumáticos ou não e eles são sentidos e refletidos de alguma forma no corpo físico. O que mais me impressiona, depois de alguns anos nessa jornada é que o corpo pode achar seu equilíbrio e seu curar sozinho. O meu trabalho é estimulá-lo para que isso se manifeste.

No início dos anos 90, John Veltheim, australiano, quiroprata e acupunturista, começa a desenvolver e a estruturar o Body Talk, terapia que parte do princípio de que o ser humano tem a capacidade inata de equilibrar o corpo e a mente. Esse trabalho terapêutico inicia-se com uma experiência pessoal do próprio idealizador.
John sofria da síndrome de fadiga crônica causada pelo vírus Epstein-Barr, e durante muito tempo procurou a cura sem obter sucesso por toda Europa. Depois de toda peregrinação, encontrou conforto através de uma técnica feita pelas mãos de uma quiroprata da Nova Zelândia, uma amiga, técnica essa que conversou com o seu corpo.

E com seus conhecimentos de cinesiologia, técnica de ioga, física quântica, medicina ocidental, chinesa e ayurvédica, ele desenvolveu uma terapia que pode ser usada para tratar diversas questões de saúde física, psicológica, emocional e energética. A proposta terapêutica não é tratar os sintomas, mas as prioridades do corpo e identificar a causa, o caminho que tem gerado a doença.

O que pode ser tratado?
O Sistema Body Talk foca em restabelecer o equilíbrio único de cada pessoa. A harmonia entre os aspectos físico, mental, emocional e energético permite que a sabedoria inata de autocura trate os sintomas e promova um novo estado de boa saúde. O sistema olha além do sintoma, que é apenas a ponta do iceberg.

Existe alguma contraindicação?
Por ser uma técnica não invasiva, o Body Talk não tem contraindicações. O sistema pode ser aplicado em pessoas de qualquer idade e em qualquer estado de saúde: grávidas, recém-nascidos, crianças, idosos, pessoas acamadas, recém-operadas, em estado de coma, acometidas de câncer, dentre outras.

Fonte: IBA